DOAR AGORA

Cesta Consciente: CAPA Santa Cruz realiza ação de ajuda humanitária a comunidades indígenas

Notícias

Cesta Consciente: CAPA Santa Cruz realiza ação de ajuda humanitária a comunidades indígenas
In CAPA, Núcleo Santa Cruz

No dia 23 de setembro, o núcleo de Santa Cruz do Sul do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) distribuiu cestas com alimentos agroecológicos, produzidos por associadas e associados da Cooperativa Ecovale, para 68 famílias de duas comunidades indígenas Kaingang de Salto do Jacuí. A ação desenvolvida a partir da campanha Cesta Consciente garante um duplo impacto pois apoia as famílias em situação de vulnerabilidade que recebem as cestas e, ao mesmo tempo, beneficia as famílias agricultoras que cultivam os alimentos que as compõem. A ação de ajuda humanitária é realizada pelo CAPA, pela Fundação Luterana Diaconia (FLD) e pelo Conselho de Missão entre Povos Indígenas (COMIN) e foi viabilizada por meio de doações à campanha Cesta Consciente e com recursos do atual projeto trienal de FLD-COMIN-CAPA apoiado pela organização Pão para o Mundo.

A campanha Cesta Consciente tem como objetivo apoiar comunidades em situação de insegurança alimentar e sanitária durante a pandemia de Covid-19. A iniciativa busca responder ao contexto de incertezas e vulnerabilidades de cada grupo e território. Por isso, para a Comunidade Kaingang Gajykrehã também foram entregues kits de segurança alimentar com sementes de milho crioulo, feijão e hortaliças, ramas de mandioca, composto orgânico, calcário, pó de rocha, quirera de milho e pintos carijós e para a Comunidade Kaingang Toto Júlio Borges foram entregues agasalhos mobilizados por Sirlei Freitas, engajada na causa solidária. A ação organizada pelo CAPA em conjunto com as comunidades Kaingang garantiu também a inclusão de fontes de proteína animal e de insumos para produção alimentar de subsistência nas Cestas Conscientes. A parceria do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e da Cooperfumos no transporte e fornecimento de parte dos itens para a produção alimentar foi fundamental para a realização dessa ação de apoio. 

Conforme Fátima Trindade do Amaral, indígena pertencente à comunidade Kaingang da aldeia Gajykrehã, a pandemia agravou a situação de comunidades vulneráveis como a sua. “Felizmente tivemos o privilégio de ser beneficiados com doações de cestas básicas, adubo orgânico, fertilizantes e sementes crioulas, pintos, milho quebrado e ração por esta entidade que tanto tem feito pelas comunidades necessitadas”, comemora. Nessa mesma linha, Roque Ferreira de Campos, vice-cacique da comunidade Kaingang Toto Júlio Borges, enfatiza a importância da ajuda humanitária recebida. “É sem palavras. Em um momento tão difícil, chegou em hora certa. Fica o agradecimento da comunidade”, diz.

Segundo a coordenadora do CAPA Santa Cruz, Melissa Lenz, é muito gratificante ver e sentir o que significa para as famílias garantir a alimentação por um período e o empenho delas no preparo da terra para receber compostos orgânicos e sementes. “Mesmo num momento tão difícil, novamente a importância da organização comunitária e do trabalho cooperado vem se mostrando eficaz na busca por mais qualidade de vida. Somos também muito gratas pela solidariedade das mais de 300 pessoas e organizações doadoras que tornaram este apoio possível”, diz.

ATUAÇÃO NAS COMUNIDADES

O CAPA Santa Cruz presta assessoria técnica a famílias indígenas desde 2003 por meio de atividades na área de saúde integral, avaliação nutricional e apoio à produção agroecológica para a soberania e segurança alimentar e nutricional. Neste momento, as atividades ocorrem de forma virtual, mas, depois da pandemia, a equipe do CAPA retomará as visitas e reuniões presenciais nas duas comunidades.

Além disso, durante a pandemia, o CAPA Santa Cruz realizou várias ações de ajuda humanitária para famílias kilombolas e de catadoras e catadores de materiais recicláveis na região, no contexto da campanha Cesta Consciente. As cestas entregues na região são compostas por alimentos agroecológicos fornecidos pelas famílias associadas à Cooperativa Ecovale  e produtos de higiene de empreendimentos da economia solidária. 

Conheça a campanha e colabore você também: http://doe.fld.com.br

Se preferir, as doações também podem ser feitas através de depósito ou transferência bancária para:
Fundação Luterana de Diaconia
CNPJ 04.358.174/0001-81
Banco: 001 – Banco do Brasil
Agência: 010-8*
Conta: 26585-3

*Para doações feitas a partir de contas de outros bancos, diferentes do Banco do Brasil, não informar o dígito “8” da agência.

Dúvidas? Contate FLD-COMIN-CAPA através do WhatsApp (51) 99620 2234 ou pelo e-mail relacionamento@fld.com.br

Texto: Kimberly Lessing/Comunicação CAPA Santa Cruz
Foto: Divulgação/CAPA Santa Cruz