DOAR AGORA

Notícias

Notícias

CAPA e UFFS promovem curso de homeopatia na agricultura no Alto Uruguai
1 de dezembro de 2021 Diangela Menegazzi

A capacitação é voltada para agricultoras, agricultores e profissionais de áreas distintas para promover saúde e bem-estar no campo

Está na segunda edição o Curso de Extensão em Homeopatia – Princípios e Aplicações na Agroecologia na região do Alto Uruguai, no Rio Grande do Sul. O propósito da capacitação é fortalecer e difundir a ciência da homeopatia na agricultura. Estão participando da formação agricultoras, agricultores e profissionais de áreas distintas. 

Entre os principais benefícios do tratamento homeopático na produção de alimentos estão a redução dos custos com remédios e a promoção de uma agricultura limpa de resíduos químicos. “É um meio limpo, barato e fácil de se utilizar. Dá autonomia aos agricultores, pois estes podem preparar seus próprios medicamentos em casa”, explica Tarita Cira Deboni, engenheira agrônoma e professora doutora pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) Campus Erechim.

O curso é fruto de ação articulada entre o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA), a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) – Campus Erechim, Cresol Base Alto Uruguai, Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e Centro de Tecnologias Alternativas Populares (CETAP).

As aulas estão sendo realizadas de forma on-line e estão divididas em 20 etapas. Até o fim da formação, em dezembro, está previsto encontro presencial da turma, para finalização das atividades e apresentação dos estudos de caso realizados pelas pessoas participantes.

Um novo olhar

Egabrieli Garbin, graduanda do curso de Agronomia com ênfase em Agroecologia pela UFFS, é uma das participantes. Atualmente, ela está desenvolvendo estágio curricular no Laboratório de Homeopatia da EPAGRI de Lages (SC). Para Egabrieli, a formação está proporcionando um novo modo de olhar o mundo. 

“O curso permite um novo olhar sobre a nossa saúde, dos animais e das plantas, da forma como tratamos as enfermidades. Porque, na escolha do medicamento homeopático, o olhar se volta para a totalidade (características, ambiente, etc) e a causa dos acometimentos, para então alcançar a cura. Não sendo somente para tratar um sintoma específico”, comenta. 

A maioria das aulas está sendo ministrada pelo professor Alexandre Mendonça, médico veterinário, e referência de homeopatia no Brasil. Mas também pela professora Lilian Carniatto, farmacêutica; pelo professor Marcelo Pedroso, médico veterinário; pelo professor e agrônomo Pedro Boff; pelo doutorando Rovier Verdi; e pela professora e agrônoma Tarita Deboni. 

Saúde e bem-estar

Segundo Tarita Deboni, o intuito é que os participantes utilizem e propaguem a homeopatia na agricultura para restabelecer a saúde dos ambientes e de seus envolvidos. “Que aqueles que ainda estão em sistema convencional possam se livrar de agrotóxicos e afins e façam a transição agroecológica dos seus cultivos. Que aqueles que já estão nos sistemas orgânicos possam manter o equilíbrio e a saúde de seus agroecossistemas”, acrescenta a pesquisadora. 

Homeopatia popular

Para a coordenadora do CAPA Erexim, Ingrid Margarete Giesel, as pessoas devem se apropriar da ciência homeopática para seu uso popular. “O uso da homeopatia popular representa a autonomia de um povo, de uma comunidade, representa um estilo de vida, fazendo frente à homeopatia de mercado e contraponto ao avanço dos agrotóxicos”. A coordenadora destaca ainda que “é preciso entender a vida pulsando ao nosso redor, pensar e agir pela coletividade, sempre respeitando os processos vitais”.  

O assessor do CAPA Erexim Vitor Hugo Hollas, que está na organização do curso, complementa que se trata de uma construção conjunta. “Trata-se de mais uma ciência disponível às pessoas para ser utilizada de forma livre, segura e soberana, fortalecendo a independência das pessoas em suas unidades de produção, tornando-as sujeitos de suas ações oportunizando sustentabilidade, equilíbrio, saúde e produção agroecológica. Uma construção conjunta baseada em conhecimentos acumulados entre professores e estudantes (agricultoras e agricultores, técnicas e técnicos) de teorias e práticas vividas”. 

História

A ciência da homeopatia foi desenvolvida por um médico alemão, chamado Samuel Hahnemann, entre 1796 e 1810. Segundo ele, o propósito da homeopatia existir é curar os doentes, e não apenas as doenças. Apesar de Hahnemann ser médico e tratar humanos, ele deixou em seus escritos que a homeopatia poderia ser utilizada em todos os seres vivos. Hoje, é utilizada em animais, plantas, ambientes e água.

> Leia também:

Professora da UFFS fala sobre a ciência homeopática e a importância do seu uso popular

CAPA EREXIM – Curso de Extensão – Homeopatia na Agricultura Familiar

Carta aberta do V Congresso Brasileiro de Homeopatia Popular Comunitária

lidyabetting.com -

asya-bahis.net

-
betkanyongiris.club
- elexbetcasino.com - Milanobet giriş -
betsatech.com
-

kalebet giriş

- pera-bet.com -
casinomavi