DOAR AGORA

Notícias

Notícias

Professora da UFFS fala sobre a ciência homeopática e a importância do seu uso popular
1 de dezembro de 2021 Diangela Menegazzi

“Que aqueles que ainda estão em sistema convencional possam se livrar de agrotóxicos e façam a transição agroecológica dos seus cultivos”

A homeopatia vem sendo construída dentro do campo popular e agroecológico como uma prática sustentável para o equilíbrio da vida nos agroecossistemas. Ela pode ser utilizada de forma livre, segura e soberana, fortalecendo a independência das pessoas em suas unidades de produção, oportunizando sustentabilidade, equilíbrio, saúde e produção agroecológica. 

Na região do Alto Uruguai, no Rio Grande do Sul, a partir de um esforço do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia – CAPA Erexim, e de organizações parceiras, está na segunda edição o Curso de Extensão em Homeopatia – Princípios e Aplicações na Agroecologia. Entre as organizações parceiras, está a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) no Campus Erechim, que tem possibilitado a realização do curso a partir de um projeto de extensão. 

Nesta entrevista, conversamos com a engenheira agrônoma, professora da UFFS e uma das realizadoras do curso, Tarita Cira Deboni. Falamos sobre a origem e aplicação da ciência homeopática e da importância de sua difusão desses conhecimentos a partir do curso.

Tarita iniciou seus estudos em homeopatia durante o mestrado, orientada pelos pesquisadores Pedro Boff e Mari Inês Carissimi Boff. No doutorado, na Universidade de Passo Fundo (UPF), sua tese foi sobre homeopatia em plantas, orientada pela professora Cláudia Petry. Hoje, ministra aulas de Entomologia, Plantas Bioativas, Olericultura e Homeopatia vegetal.

CAPA – O que é a homeopatia e qual o propósito dela existir? 

Professora Tarita Cira Deboni – A ciência da homeopatia foi desenvolvida por um médico alemão, chamado Samuel Hahnemann, entre 1796 e 1810. Seu nome significa ciência que trata os doentes e suas doenças (“pathos”) através dos semelhantes (“homeo”). Seus quatro pilares são: cura pelos semelhantes, experimentação em homem sadio, uso de medicamentos em doses mínimas e uso de medicamento único. Quando um medicamento é testado em um homem sadio, provoca neste sintomas, que são anotados e registrados. Quando uma pessoa está doente e apresenta sintomas semelhantes a este, deve tratar-se, portanto, com este medicamento. 

Assim, o propósito da homeopatia existir é curar os doentes, e não apenas as doenças. Apesar de Hahnemann ser médico e tratar humanos, ele deixou em seus escritos que a homeopatia poderia ser utilizada em todos os seres vivos. Portanto, hoje a utilizamos em animais, plantas, e também em ambientes e água.

CAPA – Por que utilizar a homeopatia?

Tarita – Utilizamos homeopatia com propósito de cura, isto é, procuramos tratar o doente e não somente as doenças que lhe aparecem. A utilização de substâncias em doses infinitezimais e ultradiluídas (medicamentos dinamizados) nos demanda muito pouco de matéria prima para produção, além de evitar as agravações e as intoxicações. O interesse na homeopatia tem sido crescente por propiciar uma prática segura, eficaz e eficiente no tratamento dos doentes e seus sintomas. 

CAPA – De que forma e desde quando ela começou a ser aplicada na agricultura?

Tarita – A homeopatia começou a ser aplicada na agricultura através de Benoit Mure e Rudolf Steiner. Benoit Mure foi responsável por trazer a homeopatia para o Brasil, em 1840. Já Rudolf Steiner, começou a estudar homeopatia para plantas em 1920, e é considerado pai da agricultura biodinâmica. Os alunos alunos de Steiner, o casal Lili Kolisko e Eugen Kolisko, foram os primeiros a publicar trabalhos utilizando homeopatia em plantas, ainda naquela década.

CAPA – É importante que o uso da homeopatia na agricultura seja difundido? Por que? 

Tarita – Como a homeopatia utiliza medicamentos dinamizados (diluídos e succionados), ela é um meio limpo, barato e fácil de se utilizar. Além disso, ela dá autonomia às pessoas agricultoras, pois elas podem preparar seus próprios medicamentos em casa, não dependendo mais de empresas e de vendedores. Como o propósito de sua utilização é a cura, ela também não causa dependência, pois restabelece o equilíbrio dinâmico dos agroecossistemas onde é aplicada.

CAPA –  Pensando na produção de alimentos, no bem-estar das famílias e do ecossistema em que vivem, quais os benefícios e/ou resultados da sua aplicação?

Tarita – Utilizando homeopatia é possível se ter o reequilíbrio de todo o agroecossistema, isso inclui o solo, as plantas, os animais, a água e as agricultoras e agricultores envolvidos. Assim, seguindo os princípios da Agroecologia, termos solos saudáveis, plantas saudáveis e seres vivos saudáveis.

CAPA – Por que realizar um curso de homeopatia?

Tarita – O propósito de realizar o curso de homeopatia aqui é o fortalecimento desta ciência em toda a região do Alto Uruguai Gaúcho. O curso foi planejado com muita dedicação, pensando no bem estar e na saúde de toda agricultura da região do Alto Uruguai Gaúcho. Esperamos que todos os participantes possam aplicar a homeopatia em seus meios e restabeleçam a saúde dos ambientes e de seus envolvidos. Que sejam autônomos e não dependam mais de empresas e vendedores. Que aqueles que ainda estão em sistema convencional possam se livrar de agrotóxicos e afins e façam a transição agroecológica dos seus cultivos. Que aqueles que já estão nos sistemas orgânicos, possam manter o equilíbrio e a saúde de seus agroecossistemas. Também desejamos que as pessoas que participam das duas turmas em andamento sejam, acima de tudo, multiplicadoras. Que ensinem as pessoas próximas e difundam o uso da homeopatia na agricultura.

> Leia também:

CAPA e UFFS promovem curso de homeopatia na agricultura no Alto Uruguai

CAPA EREXIM – Curso de Extensão – Homeopatia na Agricultura Familiar

Carta aberta do V Congresso Brasileiro de Homeopatia Popular Comunitária

lidyabetting.com -

asya-bahis.net

-
betkanyongiris.club
- elexbetcasino.com - Milanobet giriş -
betsatech.com
-

kalebet giriş

- pera-bet.com -
casinomavi