DOAR AGORA

Programa CAPA promove diálogos sobre cultura indígena em escolas estaduais do campo em alusão ao Dia dos Povos Indígenas

Notícias

Programa CAPA promove diálogos sobre cultura indígena em escolas estaduais do campo em alusão ao Dia dos Povos Indígenas
22 de abril de 2024 fld
POR ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO DA FLD

No dia 19 de abril, data que celebra o Dia dos Povos Indígenas, o programa CAPA, da Fundação Luterana de Diaconia (FLD), organizou rodas de conversa em escolas estaduais do campo, nos municípios de Verê e São Jorge D´Oeste (PR), com a presença de pessoas indígenas para debaterem com estudantes sobre suas culturas e seus modos de vida.

O objetivo principal da atividade foi o de proporcionar a estudantes a oportunidade de compreenderem melhor as culturas indígenas e seus saberes ancestrais e de refletirem sobre os próprios pensamentos e ações e, com isso, ajudar a enfrentar o racismo pelo qual passam os povos e pessoas indígenas diariamente.

Dentre as pessoas envolvidas nas atividades, estavam Ana Caroline Neres, representante da Associação de Mulheres Indígenas, Dona Maria Eufrásio, do território indígena de Mangueirinha, e Joel Anastácio, assessor técnico do CAPA, indígenas do povo Kaingang.

A presença das pessoas indígenas permitiu uma conexão direta com as vivências e perspectivas das comunidades, trazidas por elas mesmas, proporcionando às e aos estudantes uma compreensão mais profunda e respeitosa. As rodas de conversa não apenas incentivaram a valorização da diversidade cultural, mas também promoveram a construção de pontes entre diferentes grupos étnicos e sociais e o seu protagonismo.

De acordo com Danieli Matei Mondardo, pedagoga das escolas Regente Feijó e Tancredo Neves, “o evento demonstrou a importância de promover a inclusão e o entendimento intercultural nas escolas, reconhecendo e honrando a contribuição dos povos indígenas para a riqueza cultural do nosso país. Este momento de diálogo e aprendizado foi um passo significativo em direção a uma sociedade mais inclusiva e respeitosa com toda a sua diversidade étnica e cultural”.

As atividades foram realizadas nas Escolas Estaduais do Campo Iolópolis, Nova Sant’ana, Regente Feijó e Tancredo Neves, com um total de cerca de 150 estudantes, dos sextos aos nonos anos.

De acordo com Larissa Simão, assessora do Programa CAPA, a ação foi de extrema importância para compartilhar informações e provocar reflexões entre as pessoas participantes, buscando explicar processos históricos de construção de preconceitos e estereótipos sobre as pessoas indígenas. “As rodas de conversas foram enriquecedoras, levantando uma série de perguntas e reflexões por parte dos estudantes. Os participantes compartilharam suas experiências e conhecimentos, oferecendo uma visão autêntica da rica diversidade cultural dos povos indígenas, desde tradições ancestrais até questões contemporâneas enfrentadas pelas comunidades, tornando o diálogo abrangente e rico”, explica Larissa

Foto: Larissa Simão

Apoio e protagonismo

A FLD tem estado, ao longo dos anos, junto com pessoas indígenas na promoção de justiça, direitos e no enfrentamento ao racismo, através dos seus programas COMIN e CAPA.

Sua visão é promover o respeito e o direito às diferenças como um direito humano fundamental, na perspectiva de uma sociedade multiétnica e pluricultural, criando parcerias e atuando no apoio e no assessoramento às organizações e comunidades indígenas.

Seu trabalho parte do princípio e do compromisso de apoiar as prioridades colocadas pelos povos e comunidades indígenas, respeitando seu jeito de ser e suas culturas.

eskort mersin - eskort adana - instagram takipçi satın al - instagram free followers