AMAdurecer: Agroecologia e educação ambiental estimulam convívio social e familiar

Notícias

AMAdurecer: Agroecologia e educação ambiental estimulam convívio social e familiar

O Centro de Atendimento à Família (CAF) de Marechal Cândido Rondon (PR) conta com uma grande novidade. Trata-se de uma horta no formato de Mandala, implantada a partir da proposta da agroecologia e educação ambiental, com a participação de jovens. A ação tem por objetivo estimular o convívio social e familiar, reforçando o sentimento de pertencimento, contribuindo para a formação da identidade familiar e social de cada criança.

Mandala possui diversos significados, como círculo mágico ou concentração de energia, e universalmente é o símbolo da integração e da harmonia.

A implantação da horta, de acordo com a secretária municipal de Assistência Social, Josiane Laborde Rauber, se dá através da execução do projeto AMAdurecer. “A ação mostra a importância do trabalho, o respeito com o meio em que vivemos e principalmente o respeito com o próximo. Devemos entender que o universo que flui ao nosso redor é composto por diversas mandalas, desde nossos alimentos, as constelações, até mesmo a formação molecular do nosso corpo. Todo esse mecanismo em harmonia cria o que conhecemos e vivemos. Aprender sobre isso, proporciona além do respeito, a gratidão por fazer parte deste todo”, explica.

A horta
O modelo de horta aplicado é dividido por quatro fatias, cada um representa uma estação do ano e cada um composto por onze canteiros (representados por nove planetas, sol e lua). A representação permite ensinar sobre o sistema solar a qual fazemos parte, as estações que temos e como funcionam, bem como, a relação do nosso planeta com o seu satélite natural.

A estruturação da horta traz ainda o modelo do PAIS (Produção Agroecológica Integrada e Sustentável), onde ao centro do sistema há um espaço para criação de galinhas. O esterco produzido pelos animais é utilizado para adubação dos canteiros. As galinhas também estão sendo utilizadas para a manutenção das fatias conforme o rodízio do plantio que seguirá as estações ao ano.

O entorno da mandala servirá para o plantio de culturas anuais. Nas faixas de divisa, de um lado árvores frutíferas foram plantadas com a finalidade de proporcionar sombra e ofertar frutas quando começarem a produzir. Do outro lado serão plantadas culturas altas para a formação de barreira de proteção.

As verduras produzidas na horta são colhidas e selecionadas para que a cozinha do CAF possa servir no horário do almoço. O remanescente será ofertado às crianças e adolescentes que participam do projeto, para que levem para suas casas e enriqueçam o cardápio familiar.

Todas as práticas na horta são orientadas e supervisionadas. Atualmente o projeto conta com a participação do técnico agrícola do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) Núcleo Rondon, Valdeilson Ferreira de Almeida, e da orientadora social e gestora ambiental, Ana Luiza Wnuk.

Fonte: Prefeitura de Marechal Cândido Rondon