Plataforma Mercosul Social e Solidário

Notícias

Plataforma Mercosul Social e Solidário

Em dezembro de 2018 e em abril deste ano, o CAPA/Núcleo Verê (PR) esteve em eventos da Plataforma Mercosul Social e Solidário (PMSS). O CAPA está na PMSS como convidado da Associação de Estudos Orientação e Assistência Rural.

“O PMSS surge em 2004 com o objetivo de agregar e tornar visível para a sociedade, temas ligados à economia solidária, soberania alimentar, direitos das mulheres e juventude”, explica a coordenadora do CAPA Verê Talita Slota Kutz. “Constrói-se a identidade latino-americana, a partir do compartilhamento de experiências vividas, permitindo que essas sejam replicadas e recriadas por cada participante em seus territórios.”

No final de 2018, Talita participou do intercâmbio organizado pelo Centro de Ação Cultural – CENTRAC da Paraíba. Em 13 de dezembro, organizações integrantes da PMSS do Brasil visitaram a Feira Regional de Produtos Agroecológicos Natal sem Veneno, realizada em Campina Grande; uma família agricultora de Mogeiro (PB) e o Instituto Nacional do Semiárido, em Campina Grande. No segundo dia, dialogaram sobre o tema O Direito humano à alimentação ante a ameaça da volta da fome – cenários e estratégias de intervenção, objetivando estratégias de enfrentamento à fome em um cenário de retrocessos nacional.

Em Assunção, no Paraguai, a PMSS promoveu um estágio de formação com diversas organizações de países latino-americanos, entre 25 e 28 de abril. “Lá, foram compartilhadas experiências e saberes da Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Bolívia e Uruguai, desde a perspectiva da soberania e segurança alimentar, com ênfase na produção agroecológica e na economia solidária”, conta Talita.

Avaliar agrossistemas
Experiências práticas foram vivenciadas em duas propriedades rurais para introduzir a metodologia participativa de Avaliação Econômica-Ecológica de Agroecossistemas (Lume). Esta foi desenvolvida pela associação de direito civil brasileira AS-PTA (Agricultura Familiar e Agroecologia), apresentada e discutida no evento. No sábado dia 27, ocorreu o Seminário Internacional: Agricultura Familiar Agroecológica e Economia Social e Solidária.

“Em encontros como esses são apresentados e discutidos os sistemas produtivos de cada região, incentivando a agricultura familiar como uma força política, social e econômica estratégica para alcançar a soberania territorial, ambiental e alimentar”, destaca Talita. O encontro do Paraguai pretende ter continuidade por mais dois anos, com aprofundamento da Plataforma Lume, e ocorrerá em outros dois países constituintes da PMSS, ainda indefinidos. “Enquanto isso, as organizações pretendem implantar os conhecimentos adquiridos nesses intercâmbios em ações concretas no seu trabalho cotidiano.”