Notícias

​Produção e comércio de mogango orgânico é tema de oficina no interior de Erexim
11 de fevereiro de 2019 zweiarts
In Todas as Notícias

Erexim/RS – A atividade foi realizada no dia 4 de fevereiro, na unidade de produção de Eloir e Marilice de Paula, na área rural do município de Erexim. O principal objetivo da reunião foi discutir formas de facilitar a produção do fruto por agricultoras e agricultores. De acordo com Ivo Macagnan, assessor técnico do Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA) e membro da Coordenação Geral da Rede Ecovida, o mogango integra a culinária típica dos Tupi-Guarani desde o período pré-colombiano, tendo seu consumo diminuído drasticamente com o genocídio dos povos indígenas.

Diferentemente do que ocorreu com outras espécies cultivadas por povos indígenas, como a mandioca, a erva-mate e até mesmo outras variedades de morangas, o hábito de produção e consumo de mogango não foi tão bem apropriado pelas demais culturas. Devido a essa não inserção do fruto em nossa culinária, agricultoras e agricultores enfrentam dificuldades no cultivo da espécie, como um banco de sementes precário e a falta de informações sobre o processo produtivo, resultando em colheitas pequenas ou com exemplares de porte inferior ao desejável.

A atividade, sob a coordenação de Macagnan, buscou avaliar a produção do casal de Paula e encontrar métodos que ampliem sua qualidade e possibilitem a geração de sementes propícias para integrarem um banco de sementes.

Outro tópico esteve relacionado a possíveis alternativas para a promoção do consumo de mogango, como a veiculação de receitas práticas e de baixo custo, de forma a estimular a procura por parte de consumidoras e consumidores.

Texto e fotos: Vicente Giesel Hollas