CENTRO DE APOIO E PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

Notícias

Tem início encontro ampliado da Rede Ecovida em Marechal Cândido Rondon

16-04-2015

Hoje inicia-se o 9º Encontro Ampliado da Rede Ecovida, no Parque de Exposições de Marechal Cândido Rondon (PR). “Ao promover a certificação participativa junto às famílias agricultoras, somos a principal entidade que dá apoio à Ecovida em nossa região, por isso estamos trabalhando intensamente na organização do evento” conta Vilmar Saar, coordenador do CAPA/ Núcleo Marechal Cândido Rondon. O CAPA (Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor), é um serviço da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil (IECLB), junto à agricultura familiar.

Visando ampliar o fortalecimento das práticas em Agroecologia, o encontro reúne cerca de 1.700 pessoas vindas de mais de 200 municípios do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. “Durante o evento, cada participante terá voz nas discussões e na construção das propostas que serão aprovadas no último dia”, enfatiza Vilmar, destacando que as delegações também irão expor e comercializar suas produções na “Feira de Saberes e Sabores”. Esta permanecerá aberta à comunidade em geral durante os três dias do evento, oferecendo grãos, frutas, farináceos, panificados, mel, geleias, sucos, sementes crioulas, livros e artesanato.

Programação diversificada

A cada dois anos, a Rede Ecovida promove um grande encontro entre os núcleos que a compõem, atualmente somam 28, para troca de informações, experiências, avaliação do período anterior e definição de rumos para o próximo biênio. No último, ocorrido entre 28 e 30 de maio de 2012 em Florianópolis (SC), estiveram reunidos cerca de 1.200 participantes. Para a edição atual, foram programados seminários temáticos, plenárias e oficinas, além da feira que constitui um momento especial de integração e partilha.

Durante o primeiro dia, após a cerimônia de abertura realizada no início da tarde, acontecem oficinas e seminários temáticos reunidos em três eixos: mulheres: gênero e Agroecologia; formação, juventude e o futuro da Rede Ecovida; e certificação. “Um dos pontos mais importantes do evento é destacado na plenária do segundo dia, que trata da análise de conjuntura sobre a situação da Agroecologia nos dias de hoje e a tendência para os próximos anos”, destaca Vilmar. Na sequencia, seminários estratégicos e, para encerrar as atividades diurnas, estão programadas apresentações culturais diversas.

Incluir atividades para várias gerações faz parte da proposta do evento. Sendo o diálogo uma característica marcante do encontro, a juventude conta com um espaço especial para expor como vive a Agroecologia. O “Encontrinho” foi criado especialmente para atender as crianças filhas e filhos de agricultoras e agricultores.  “Além do entretenimento, sempre focado na realidade em que vivem e nas diretrizes da Agroecologia, o cuidado com as crianças funciona como uma espécie de creche e permite às mães e aos pais uma participação tranquila nas diversas atividades”, comenta Vilmar.

Veja a programação em http://www.ecovida.org.br/category/encontro-ampliado-2/programacao

Certificação participativa

O sistema de certificação participativa é um pioneirismo da legislação brasileira, pois envolve a comunidade a que pertence quem solicita a certificação. A garantia dada pela Ecovida no mercado interno vale tanto quanto o selo das grandes empresas certificadoras, como ECOCERT, IDB, OIA, INT e de outras que aparecem nos rótulos expostos na seção de orgânicos dos mercados convencionais.

Como uma árvore de muitos ramos, a Rede Ecovida é constituída por 28 núcleos, onde cada um abriga associações que por sua vez são constituídas por famílias agricultoras. Cada núcleo possui uma coordenação e um conselho de ética. “O Núcleo Oeste do Paraná reúne-se pelo menos cinco vezes ao ano”, explica Vilmar, “e o CAPA é a principal entidade que presta assessoria à Rede Ecovida desde o início da sua atuação, estando sob sua responsabilidade todos os documentos do núcleo, como atas, arquivos e certificados.”

Atualmente, 62 famílias agricultoras são certificadas pela Rede Ecovida no CAPA/Núcleo Marechal Cândido Rondon. Uma delas aparece na imagem acima, que mostra sua participação em uma feira orgânica da Acempre, Associação Central dos Produtores Rurais Ecológicos, no mesmo município onde acontece o 9º Encontro Ampliado da Rede Ecovida.


Texto: Cláudia Dreier

Foto: Arquivo CAPA/Núcleo Marechal Cândido Rondon