CENTRO DE APOIO E PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

Notícias

Equipe e Conselho do CAPA participam de visita a propriedades ecológicas

18-11-2015

Desde o ano passado, o Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (CAPA), Núcleo Santa Cruz do Sul (RS), promove uma atividade semestral de integração da sua equipe técnica, junto com conselheiras e conselheiros e agricultoras e agricultores. No dia 9 de novembro, foi a vez de conhecer o trabalho de um grupo no município de Arroio do Meio (RS). Na oportunidade, participou o engenheiro agrônomo, André Mueller, da Emater de Arroio do Meio.

Esse momento aconteceu na localidade de Forqueta (RS) com as famílias do grupo ecológico local, tendo no roteiro quatro propriedades ecológicas. Os cultivos são principalmente de verduras e frutas, comercializadas no sindicato e na feira da própria cidade e, no caso de uma propriedade, destinadas à merenda escolar via o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). Incluso na programação estava o almoço feito com produtos ecológicos, sendo um momento de acolhida de uma das famílias do grupo para os visitantes. 

Dia diferente CAPA 3

Segundo o técnico da Cooperativa de Prestação de Serviços, Assistência Técnica e Educação Rural (Coopsat), Guilherme Padilha, atualmente cedido ao CAPA, foi uma boa experiência pois trata-se de uma realidade diferente do que conhece, especialmente a proposta do colhe e pague, o que amplia o leque de formas de comercialização de produtos ecológicos. Outro ponto importante para Padilha é o processo de articulação do grupo de produção com diferentes entidades e principalmente o protagonismo das mulheres no campo. 

A integrante da equipe técnica do CAPA, Lígia Maria Kannenberg, relatou que as mulheres buscam sempre que possível fazer cursos, tanto na área de gestão quanto em agroecologia. Para a nutricionista Melissa Lenz, “a visita ao grupo de mulheres da Forqueta, em Arroio do Meio, trouxe uma satisfação e alegria muito grande, pois vi propriedades fantásticas e pessoas felizes. O que chamou a atenção é que em todas as propriedades a mulher é quem lidera a produção agroecológica, tornando-a uma fonte de renda, mas também um modo de viver a vida com mais soberania e segurança alimentar e nutricional”.

A ida a Arroio do Meio deve-se pela alternância de visitas entre os vales do Taquari, Rio Pardo e Jacuí, e pelo trabalho expressivo em agroecologia, sob a liderança das mulheres, as quais exercem um papel importante na produção agroecológica de forma igualitária com os homens. 

Dia diferente CAPA 1


Texto: Nathana Guedes/Fotos: Luiz Rogério Boemecke e Sighard Hermany/CAPA Santa Cruz do Sul