CENTRO DE APOIO E PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

Notícias

Plantas medicinais e alimentação: trabalho no Quilombo Rincão dos Negros

3-05-2018

Rio Pardo/RS - No dia 24 de abril ocorreu em Rio Pardo, na localidade de Arroio das Pedras, o primeiro encontro entre o CAPA com a comunidade quilombola de Rincão dos Negros. Na ocasião, estiveram presentes 10 famílias da comunidade. O encontro serviu para apresentar a entidade à comunidade, assim como discutir conjuntamente uma proposta de atividades com a comunidade. Essas atividades serão focadas na agroecologia, promoção e educação em saúde, plantas medicinais, farmácia caseira e segurança e soberania alimentar e nutricional das famílias. A assessoria está sendo realizada pela nutricionista e coordenadora Melissa Lenz e a enfermeira Grasiela Michels.

Segundo Grasiela, o objetivo é trabalhar com as demandas da comunidade, trocando conhecimentos sobre plantas medicinais e alimentação orgânica. “A nossa ideia é servir de mediadores e valorizar o conhecimento tradicional da comunidade nos mais diferentes aspectos, como no resgate de ervas medicinais e sementes conhecidas pela comunidade, trazendo informações atuais sobre saúde, alimentação e plantas medicinais, trabalhando na melhora da qualidade de vida das famílias e no aumento da autoestima”.  

O Quilombo Rincão dos Negros é constituído por 20 famílias descendentes de escravos da região do Arroio das Pedras. Joelita Bitencourt é membro da comunidade e foi uma das idealizadoras da parceria com o CAPA. A agricultora já conhecia a entidade através do grupo de agricultores orgânicos certificados e participava de um grupo de saúde comunitária em outra comunidade. Joelita tem boas expectativas sobre o projeto. “Acredito que a parceria vai ser boa para ambos os lados, as famílias se mostraram receptivas e estão interessadas em aprender mais sobre plantas medicinais.” – relata. 

Os encontros ocorrerão de forma bimensal e irão trabalhar com oficinas de resgate e valorização do conhecimento sobre plantas medicinais; resgate e valorização de hábitos alimentares tradicionais e saudáveis; oficinas de farmácia caseira com elaboração de pomadas, xaropes, sabonetes e outros; oficinais de alimentação com elaboração de receitas à base de milho, batata doce, produtos integrais entre outros. Por meio dessas atividades buscamos melhorar a saúde dessa comunidade e também proporcionar vida digna e plena.