CENTRO DE APOIO E PROMOÇÃO DA AGROECOLOGIA

Notícias

18º Dia Sinodal de Saúde e Alimentação

Pelotas - RS -Com o tema de Alimentação Consciente e Plantas Medicinais aconteceu na Comunidade Martin Lutero em Pelotas o 18º Dia Sinodal de Saúde e Alimentação, organizado pelo Sínodo Sul-Rio Grandense.

O dia começou com a inscrição de mais 350 pessoas, em sua grande maioria mulheres, que mostram grande interesse na temática de alimentação saudável para a família. Em seguida o Pastor da Comunidade Martim Lutero Oledir Vieira , seguido pelo responsável do setor de Saúde e Alimentação Sinodal Pastor Dietmar Teske e a Pastora Sinodal Roili Borchardt fizeram +suas saudações. 

A professora e terapeuta naturalista Maria Ledi Bobsin palestrou sobre Alimentação Consciente. Abordando temas como comida industrializada e comida natural, que tipo de alimentos devemos consumir e que tipos não devemos consumir, chás para equilíbrio de corpo e mente e como a alimentação se mostra importante no nosso dia a dia. 

 “Quanto mais empacotado, quanto mais transformado pela indústria, a tendência é ser menos saudável”. É uma benção você ter sua galinha e seu ovo caipira, pra que vamos comprar industrializado se pode ter o natural? ’’ Questionou Ledi. 

Em seguida foi a vez do Professor Márcio Mariot, formado em agronomia, Márcio lembrou da importância do conhecimento popular na produção de chás e plantas medicinais com a adição do conhecimento científico.

A campanha Comida Boa na Mesa foi apresentada pela Eng. Agrônoma Rita Surita, coordenadora do CAPA Pelotas, que salientou que é necessário para ter uma alimentação saudável que tenhamos produtos confiáveis. Para que isso aconteça é importante comprar de agricultores familiares da região, preferencialmente de produção orgânica, e incentivou o uso de hortas domésticas para plantio de alimentos e plantas medicinais.

Depois do almoço, na parte da tarde foram realizadas oficinas de receitas saudáveis, manipulação artesanal de plantas medicinais, como prevenir câncer e utilização de temperos na alimentação.

Com o sucesso do evento, a coordenadora do setor de Saúde e Alimentação Rejane Peter avaliou: “A participação aumenta a cada ano, isso demonstra o quanto uma alimentação adequada e uma vida saudável também está aumentando. Assim como aumenta a expectativa de vida, aumenta a preocupação a qualidade de vida, isso mostra que nosso trabalho está no rumo certo.”


Texto e fotos; Elias Wojahn